Projeção Mapeada: você sabe como fazer?

15/07/2019 Sem categoria
projeção-mapeada

Algo que tem consolidado cada vez mais no mercado de eventos é a projeção mapeada. Essa é uma solução versátil e bastante agradável ao público. 

Porém, a verdade é que para se conseguir manusear a ferramenta corretamente, é necessário seguir com cuidado alguns passos.

Se você ainda não sabe o que é essa tendência e/ou como implementá-la, saiba que esse artigo foi feito especialmente para você.

De forma resumida, é possível dizer que o video mapping é uma tecnologia usada para viabilizar projeções de conteúdos de luz e imagens em superfícies, arquiteturas e objetos irregulares ou tridimensionais.

Caso você não tenha entendido, isso significa que por esse meio é possível projetar seu conteúdo em qualquer área, seja em cenografias, árvores, palcos, fachadas de prédios etc.

Quase tudo pode servir como tela.

Projeção mapeada: 3 passos que você precisa seguir

Mesmo sendo uma tecnologia extremamente flexível, já que permite criar cenários nos mais diversos objetos, é necessário contar com uma equipe de pessoas especializadas para sua manipulação.

Sendo assim, podemos dizer que cada detalhe precisa estar no seu lugar para que seja possível mapear o local escolhido e lançar uma projeção usando softwares especiais para isso.

Com isso, decidimos listar um passo a passo simples para quem deseja ter sucesso usando a projeção mapeada.

Passo 1 – Reconhecimento do local

O primeiro passo é visitar o local escolhido.

Isso deve ser feito juntamente com a equipe que fará o orçamento o projeto. Pois o motivo é bem simples: é possível passar um orçamento realista após analisar minuciosamente o local escolhido pelo cliente. 

Somente essa análise permite mensurar corretamente a quantidade e os tipos de projetores necessários para a projeção. Assim como onde serão colocados para obter o melhor resultado possível.

Artigo relacionado: Você sabe como escolher o espaço de eventos ideal?

Passo 2 – Confecção e produção da arte para a Projeção Mapeada

Já tendo escolhido o local e a equipe responsável pelo projeto, é necessário dar continuidade.

Dessa maneira, os especialistas devem fazer uma nova visita na área escolhida pelo cliente.

Isso serve para tirar medidas, analisar a iluminação ao redor e cuidar de outros detalhes.

Logo após, começa a fase de criação e desenvolvimento do conteúdo (que é feito por completo em formato digital).

A criação da arte é um ponto fundamental para o sucesso da projeção mapeada. Pois, sem um conteúdo artístico de qualidade, o serviço não traz nenhum encantamento.

Além disso, alinhar a projeção a sonorização pode ajudar a ambientar os visitantes ao momento e a imersão será ainda maior. A escolha de uma trilha sonora adequada ou sons diversos que componham o evento farão desse ainda mais atrativo para os visitantes.

Dessa forma, é importante apostar bastante na movimentação e animação da arte, interagindo com as formas da superfície e criando efeitos que impressionem os espectadores.

Saiba que os softwares especializados em video mapping tem a capacidade de reproduzir a animação de acordo com o que foi idealizado e estabelecido no projeto.

Imprevistosqueacabamcomoseuevento

Passo 3 – Montagem e suporte

Obviamente, esse processo precisa ser realizado com antecedência para a realização de testes e amenização de imprevistos.

Além disso, dependendo do local escolhido, talvez seja necessário começar essa fase bem antes do dia marcado. Isso porque existem superfícies que exigem um tempo de montagem maior do que as outras.

Um grande exemplo são as fachadas, que são cheias de detalhes e por isso necessitam de mais preparação.

Por fim, é sempre importante contar com um bom suporte vindo da empresa contratada. Já que muitas vezes os consumidores não possuem muito conhecimento em projeção mapeada.

Desse modo, a projeção mapeada precisa passar por muitas etapas antes de ser realizada do jeito que você imaginou. Então, não tenha pressa e trabalhe corretamente em cada detalhe.